Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2012

Kingdom of Women, Dahna Abourahme, Líbano, 2010

 

 

Após a invasão israelita do Líbano, em 1982, Ein al-Hilweh – o maior campo de refugiados no Líbano -  é destruído e os seus homens aprisionados. The Kingdom of Women relata e documenta a resiliência, o espírito de comunidade, e o valor do trabalho das mulheres nesse período de ocupação – como reconstruiram o campo, protegeram e providenciaram abrigo e alimento para os familiares, enquanto os homenes permaneciam encarcerados.

Entre o presente e o passado, as memórias e as marcas que ainda subsistem, entre o documentário do quotidiano e a animação, Dahna Abourahme honra as mulheres pela contribuição para a sobrevivência da comunidade palestiniana no exílio.

 

 

 

Nascida em Acre, Israel, Dahna Abourahme cresceu entre Amã, Dubai e Beirute. Master em video/media na New School de Nova Iorque, onde actualmente reside.

Divide o seu trabalho entre Nova Iorque e a Palestina onde, pelo cinema, exerce trabalho de intervenção comunitária.



publicado por Próximo Futuro às 12:30
link do post | comentar | partilhar

Terça-feira, 28 de Junho de 2011

 

Cena do filme "Un Transport en Commun", de Dyana Gaye (França/Senegal), 2009 

 

O dia de hoje é muito especial: apresentará pela primeira vez cinema de animação de autores africanos! Seguir-se-á um documentário também rodado no Burkina Faso e um filme musical com a preciosa participação da Surnatural Orchestra (França/Senegal).

 

L'Afrique Animée (Burkina Faso, 2010, 15')

de Moumouni Jupiter Sodré

Trata-se de cinco filmes de animação – “L’Éléphant et le papillon”, “Les Trois poulets”, “Le Chevalier fou”,” Luka et la grenouill”e ”Le Baobab mystérieux” – realizados por estudantes de Cinema da Escola de Cinema de Animação do Burkina Faso, que contam pequenas histórias maioritariamente destinadas a crianças. A particularidade deste cinema de animação africano é a sua forte ligação à cultura oral desta região da África Ocidental.

 

Ti-Tiimou, (Burkina Faso, 2009, 30’)

de Michel K. Zongo 

Documentário sobre a delapidação dos recursos naturais na África Ocidental. Um filme sobre os agricultores que cultivam a terra no Leste do Burkina Faso: pequenos e grandes produtores de algodão, criadores de gado, produtores de frutas e legumes. Tantas pessoas cujo testemunho pode ajudar a entenderem melhor a magnitude do problema e a propor soluções para o futuro, com novas abordagens à forma de utilização dos solos, um dos problemas fulcrais da humanidade no próximo futuro. Prémio Melhor Documentário na 26.ª edição do Media Forum de Ouagadougou, Burkina Faso, 2010.

 

Un Transport en Commun (França/Senegal, 2009, 48')

de Dyanna Gaye 

É o fim do Verão. Durante uma viagem de Dakar para Saint-Louis, os passageiros de um bush taxi cantam canções que, de algum modo, relatam as suas vidas. É uma viagem demasiado longa para se fazer sob um calor tão intenso e o tráfego nas estradas está infernal. O francês surge misturado com uma série de exóticas línguas locais, canções e conversas. O tempo que estes viajantes passam juntos, que à partida nada têm em comum, permite-lhes partilhar um pouco das suas vidas. As canções de “Un Transport en commun” são todas escritas pela realizadora Dyana Gaye e interpretadas pela Surnatural Orchestra (uma grande banda com 19 músicos) e pelo Ensemble Les Cordes. Neste filme, onde os números musicais coreografados alternam com sequências de um realismo extraordinário, Dyana Gaye apresenta-nos uma visão extremamente refrescante de África, através de uma comédia musical em que a esperança é o mote.


 

HOJE, 28 de Junho (terça-feira) 

 

22h00 Anfiteatro ao Ar Livre CINEMA Bilhete único: 3 Eur

L'Afrique Animée, de Moumouni Jupiter Sodré (Burkina Faso, 2010)

Ti-Tiímou, de Michel Zongo (Burkina Faso, 2009)

Un Transport en Commun, de Dyanna Gaye (França/Senegal, 2009)

 

AMANHÃ, 29 de Junho (quarta-feira) 

 

22h00 Anfiteatro ao Ar Livre CINEMA Bilhete único: 3 Eur

Border Farm, de Thenjiwe Nkosi (África do Sul/EUA, 2010)

Al'lèèssi... Une Actrice Africaine, de Rahmatou Keita (Nigéria, 2004)

 



publicado por Próximo Futuro às 09:30
link do post | comentar | partilhar

sobre
Próximo Futuro é um programa Gulbenkian de Cultura Contemporânea dedicado em particular, mas não exclusivamente, à investigação e criação na Europa, na América Latina e Caraíbas e em África.
Orquestra Estado do Mundo
This text will be replaced by the flash music player.
posts recentes
links
arquivos
tags
subscrever