Segunda-feira, 24 de Agosto de 2009


Paseo de Sergio Castro San-Martin é um filme de apenas uma hora mas é imenso. Começa por ser um filme on the road, através da auto-estrada que liga Santiago ao norte do país, circulando no sopé da Cordilheira. Uma mãe leva o seu filho adolescente a ver o pai de quem se separou há dez anos.São poucos os diálogos, os essenciais, curtos e directos. O som que acompanha todo o filme é uma partitura cuidadosamente elaborada a partir dos ruídos da auto-estrada, do latido de cães ao
longe na estrada, do som da siderurgia onde trabalha o pai, do chapinhar da água no lago, do som das ondas do Pacífico (como deve ser frio este mar ao ouvir este som), do arfar e desejo do adolescente. O resultado e a interiorização do filme no espectador, subtil a forma, cúmplice a interioridade. Mais uma vez neste filme o pai está ausente, é a mãe que toma as decisões e nesta narrativa supreendente, depois de ter levado o filho a conhecer o seu pai, acaba por partir sózinha e assim deixar o filho entregue ao pai num dia em que este ensina o filho a disparar a sua carabina. É um dos grandes filmes deste Festival e vai poder ser visto em Lisboa em Junho de 2010.


publicado por Próximo Futuro às 10:18
link do post | comentar | partilhar

sobre
Próximo Futuro é um programa Gulbenkian de Cultura Contemporânea dedicado em particular, mas não exclusivamente, à investigação e criação na Europa, na América Latina e Caraíbas e em África.
Orquestra Estado do Mundo
This text will be replaced by the flash music player.
posts recentes
links
arquivos
tags
subscrever