Quarta-feira, 11 de Novembro de 2009
A discussão sobre a "chinização”, ou seja sobre a presença maciça dos chineses em África, já é uma constante entre os intelectuais e os artistas africanos. A resposta a esta realidade inclui muitas vezes uma crítica subtil à postura dos europeus e ao seu cinismo. Ainda recentemente, o realizador Abderrahmane Sissako (n.1961) afirmava : “a esse propósito acho oportuno citar um provérbio mali que diz: quando te estás a afogar, agarras -te até ao primeiro crocodilo que passe”.


publicado por Próximo Futuro às 16:24
link do post | partilhar

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




sobre
Próximo Futuro é um programa Gulbenkian de Cultura Contemporânea dedicado em particular, mas não exclusivamente, à investigação e criação na Europa, na América Latina e Caraíbas e em África.
Orquestra Estado do Mundo
This text will be replaced by the flash music player.
posts recentes
links
arquivos
tags
subscrever