Quarta-feira, 20 de Abril de 2011

Memorial da Guerra das Malvinas, em Ushuaia, ARGENTINA

 

 

A 3.ª Bienal del Fin del Mundo terá lugar em Ushuaia, capital da Província da Terra do Fogo, na Argentina, localizada a 3.190 kilómetros a sul de Buenos Aires e mais conhecida como “a cidade mais austral do mundo” ou “a cidade do Fim do Mundo”.

 

Sob o mote “Bienvenidos al Antropoceno” (uma referência ao Prémio Nobel de Química – Paul Krutzen – que considera que os efeitos do comportamento do Homem sobre a Terra nos últimos séculos definem uma nova Era geológica: a Era do “Antropoceno”), esta edição realizar-se-á de Agosto a Setembro de 2011 e tem por curadora-geral Consuelo Císcar Casabán, directora do Instituto Valenciano de Arte Moderno (IVAM).

 

Aquando da sua visita a Ushuaia já no âmbito da preparação deste evento, a curadora enfatizou a importância da iniciativa: “Esta es la bienal de Argentina y es importante que sea desde el Fin del Mundo”. E adiantou que a mostra reunirá obras de artistas de todo o mundo em diferentes suportes, mas “poucas pinturas, dadas as condições climáticas da cidade”. Também se inclui no programa uma exposição de trabalhos de 65 artistas contemporâneos, pertencentes à Colecção do IVAM, e “um diálogo da arte com a literatura, ciências, moda e desenho, desportos e gastronomia”, em espaços como o Museu da Legislatura, uma antiga prisão e um hangar militar ainda em actividade.

 

Aqui, via Brasil, é possível ler o discurso de Consuelo Císcar Casabán e ter uma boa antevisão do que será a próxima Bienal do Fim do Mundo. Reconhecida pelo seu papel impulsionador na divulgação da produção artística da América Latina, a gestora cultural integrou em Setembro de 2010 o júri da primeira Trienal Internacional das Caraíbas.

 

 

Lúcia Marques



publicado por Próximo Futuro às 10:14
link do post | comentar | partilhar

sobre
Próximo Futuro é um programa Gulbenkian de Cultura Contemporânea dedicado em particular, mas não exclusivamente, à investigação e criação na Europa, na América Latina e Caraíbas e em África.
Orquestra Estado do Mundo
This text will be replaced by the flash music player.
posts recentes
links
arquivos
tags
subscrever