Terça-feira, 19 de Outubro de 2010

 

e uma corvina

vomita o mar

no prato do pescador

 

e um afogado

espeta os pulmões

na garganta do marinheiro

 

fomos ao mar

pescar corvinas

e trazemos entre dedos

a água

cheia de rios

(Poema retirado de Minarete de Medos e Outros Poemas, Indico, 2009)

 

 

Mbate Pedro, nasceu na Cidade de Maputo, capital de Moçambique. Desde muito cedo interessou-se pela literatura, tendo, no entanto, iniciado o seu percurso na década de 90. Participou em vários movimentos literários surgidos na cidade de Maputo. É membro da Associação dos Escritores Moçambicanos e da União Mundial dos Escritores Médicos. Colabora na revista brasileira de literaturas africanas Sarará. Publicou "O Mel Amargo" (2006) e "Minarete de Medos e Outros Poemas" (2009). É licenciado em Medicina pela Universidade Eduardo Mondlane.



publicado por Próximo Futuro às 12:12
link do post | comentar | partilhar

1 comentário:
De Elisa Santos a 19 de Outubro de 2010 às 20:55
cheira a fresco... a poema fresco, a mar fresco, a escrita fresca


Comentar post

sobre
Próximo Futuro é um programa Gulbenkian de Cultura Contemporânea dedicado em particular, mas não exclusivamente, à investigação e criação na Europa, na América Latina e Caraíbas e em África.
Orquestra Estado do Mundo
This text will be replaced by the flash music player.
posts recentes
links
arquivos
tags
subscrever