Quarta-feira, 12 de Maio de 2010

(de Antonio Cícero)

 

Os juramentos que nos juramos

Entrelaçados naquela cama

Seriam traídos se lembrados hoje

 

Eram palavras aladas

Faladas não para ficar

Mas, encantadas, voar

 

Faziam parte das carícias

Que por lá sopramos

Brisas afrodisíacas ao pé do ouvido

Jamais contratos

 

Esqueçamo-las

Pois dentre os atos da língua

Houve outros mais convincentes

E ardentes sobre os lençóis

Que esses, em futuras noites,

Em vislumbres de lembranças

Sempre nos deslumbrem.

 

apr



publicado por Próximo Futuro às 00:45
link do post | comentar | partilhar

sobre
Próximo Futuro é um programa Gulbenkian de Cultura Contemporânea dedicado em particular, mas não exclusivamente, à investigação e criação na Europa, na América Latina e Caraíbas e em África.
Orquestra Estado do Mundo
This text will be replaced by the flash music player.
posts recentes
links
arquivos
tags
subscrever