Terça-feira, 22 de Setembro de 2009
Um excelente estudo sobre as metas do desenvolvimento do milénio nos países da CPLP, realizado pela Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade (Moçambique), que será tornado público proximamente, confirma dados que são preocupantes. Se existem países onde as metas do desenvolvimento serão cumpridas, há outros cujo cepticismo é uma constante em todas as áreas, impedindo que sejam alcançadas. É o caso da Guiné Bissau, que actualmente é já um país com muito pouco Estado, Timor , que enfrenta enormes dificuldades de estruturação social e económica, e S. Tomé, onde a pobreza, a ameaça do desequilíbrio ambiental e a educação tornam difícil a realização destas metas. Todos desejamos fortemente que o consigam, mas a racionalidade, que é imperativa nesta análise, aponta no sentido contrário. O que fazer? Inventar novas formas de apoio ao desenvolvimento ouvindo, analisando, avaliando o que foi feito e não desistir.



[Fotografia de Rui Hermenegildo]


publicado por Próximo Futuro às 17:34
link do post | comentar | partilhar

1 comentário:
De Elisa a 25 de Setembro de 2009 às 17:45
Obter a assinatura de 189 países no mesmo documento, que por sinal é um documento de compromisso, com prazo e objectivos concretos, parece-me coisa bastante.
Manter esse compromisso, que afinal trata de coisas de "pobres", na agenda diária internacional durante 15 anos, é até uma proeza.
Ter sucessos, mesmo que relativos, mesmo que menores que os esperados, numa área tão difícil...é quase milagre.
Assim sendo, ficamos de acordo: "Inventar novas formas de apoio ao desenvolvimento ouvindo, analisando, avaliando o que foi feito e não desistir."


Comentar post

sobre
Próximo Futuro é um programa Gulbenkian de Cultura Contemporânea dedicado em particular, mas não exclusivamente, à investigação e criação na Europa, na América Latina e Caraíbas e em África.
Orquestra Estado do Mundo
This text will be replaced by the flash music player.
posts recentes
links
arquivos
tags
subscrever