Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009


População : 1,5 milhões de habitantes

Área: 270 Km2

Cidade africana, mediterrânica e litoral. Cidade berbere, otomana e árabe. Cidade islâmica. Cidade Kasbah. Cidade colonial. Cidade-máquina da utopia modernista europeia. Cidade metrópole. Cidade bilingue. Argel “a branca”, cidade capital.

Fim-de-tarde, crepúsculo. Bab-el-Oued, centro da cidade. Ao fundo, a baía desenha uma ampla praça sobre o mediterrâneo. Dezenas de navios de carga aguardam, dispersos e imóveis. O trânsito automóvel circula lento e compacto num caos negociado a cada movimento. A noite, tal como o dia, manter-se-á vigiada sob o olhar dos inúmeros postos de controlo policial, espalhados pela cidade. Um cântico de voz masculina ecoa nas colinas. A quarta e penúltima oração do dia será celebrada no “seu tempo exacto”. Nos grandes Boulevards, as esplanadas contemplam a gente que circula. Muita gente. Gente jovem. Sobre os passeios as árvores alinhadas foram podadas durante décadas para que as suas copas se unissem numa massa verde e contínua que atravessa a cidade. Pontualmente, as Tamareiras interrompem este movimento e desafiam a regra, trazendo a sombra do deserto. Os edifícios são obsessivamente brancos e as suas fachadas narram uma outra História - a de uma cidade colonial que se implantou em torno da Kasbah, como uma dupla muralha. Instala-se, em todos os lugares, uma ambiguidade sedutora: Argel? África? Paris? Mediterrâneo? Islão?

Rosário Salema
Arquitecta Paisagista

[Fotografia cortesia da Parque Expo]


publicado por Próximo Futuro às 00:44
link do post | comentar | partilhar

sobre
Próximo Futuro é um programa Gulbenkian de Cultura Contemporânea dedicado em particular, mas não exclusivamente, à investigação e criação na Europa, na América Latina e Caraíbas e em África.
Orquestra Estado do Mundo
This text will be replaced by the flash music player.
posts recentes
links
arquivos
tags
subscrever