Segunda-feira, 31 de Maio de 2010

Durante o ciclo de Lições do Próximo Futuro, que irá decorrer no Auditório 2 da Fundação Gulbenkian, entre 18 de Junho e 2 Julho, será disponibilizado ao público o serviço de wi-fi (tecnologia sem fios de acesso à internet) gratuito.



publicado por Próximo Futuro às 14:31
link do post | comentar | partilhar

Neste artigo defende-se que "segregar artistas em nome da 'diversidade' é prestar-lhes um mau serviço". O ponto de partida para o debate é o trabalho de Yinka Shonibare, a powerful reminder that cultures are almost never "pure", but rather made from a messy entanglement of influences.



publicado por Próximo Futuro às 10:20
link do post | comentar | partilhar

Quarta-feira, 26 de Maio de 2010

Para quem tem acompanhado as iniciativas anteriores ao Programa Próximo Futuro na Fundação Gulbenkian, o nome do tailandês Apichatpong Weerasethakul - que ganhou há poucos dias a Palma de Ouro na 63ª edição do Festival de Cannes com o filme "Uncle Boonmee Who Can Recall His Past Lives" - não é desconhecido. Lembram-se de O Estado do Mundo: um filme em 6 partes? Um dos realizadores que integrava o colectivo era precisamente Apichatpong Weerasethakul, com a sua curta-metragem Luminous People (2007).

 

 

Um grupo de pessoas viaja num barco ao longo do rio Mekong, na fronteira entre a Tailândia e o Laos. Viajam contra o vento, antecipando uma despedida. A meio do rio, a matriarca da família lança as cinzas à água. Luminous People é a recriação de uma cerimónia que comemora a presença dos mortos e as memórias decadentes dos vivos, do cinema. Apichatpong e a sua equipa viajaram para Nong Khai, uma pequena vila perto do rio Mekong, e convidaram os seus habitantes a participar neste projecto. Durante os dois dias que passaram no barco, a equipa e o elenco recriaram uma cerimónia e encontram uma narrativa. Mais tarde, alguns dos elementos da equipa visionaram as imagens e as suas conversas foram gravadas. Durante o processo, um deles recuperou uma história do seu falecido pai que o teria visitado em sonhos. Apichatpong pediu-lhe para cantar para o filme.



publicado por Próximo Futuro às 12:10
link do post | comentar | partilhar

Terça-feira, 25 de Maio de 2010

 

«Ninguna de las pequeñeces políticas de los últimos días, ninguna desazón, contrariedad o humillación contra los valores esenciales de la nacionalidad y de las instituciones que la expresan pueden ser hoy más fuertes que la voluntad de festejar el destino compartido por generaciones de hombres y mujeres a lo largo de 200 años.»

 

Começa assim o editorial de hoje do jornal La Nación, a propósito das comemorações do Bicentenário da Independência da Argentina.


tags:

publicado por Próximo Futuro às 16:20
link do post | comentar | partilhar

BUALAo primeiro portal multidisciplinar de reflexão, crítica e documentação das culturas africanas contemporâneas em língua portuguesa, com produção de textos e traduções em francês e inglês, já está online. A partir de hoje, a equipa do Buala apresenta este projecto (ainda em fase experimental) a um grupo de pessoas, instituições e organizações com interesses afins, para que possam participar activamente, estando abertos a comentários, sugestões e novas colaborações.



publicado por Próximo Futuro às 16:02
link do post | comentar | partilhar

Andrea Mohin/The New York Times

The troupe Urban Bush Women at the Brooklyn Academy of Music.

 

Hoje, Dia Mundial de África, deixamos os nosso leitores com um link para o artigo do New York Times sobre o festival DanceAfrica, onde se desconstroem alguns clichés sobre a "dança africana".



publicado por Próximo Futuro às 10:42
link do post | comentar | partilhar

Segunda-feira, 24 de Maio de 2010

 

Propriedade de um português, a cadeia de restaurantes Nando's é famosa pelo seu frango com piri-piri, inspirado na receita portuguesa "Galinha à Africana" e disseminada pelo mundo a partir do sucesso obtido na África do Sul. O Nando's - que goza de um enorme capital de simpatia pela sua comida e serviço prestado - tornou-se num dos locais de predilecção dos jovens e comunidades multi-raciais das cidades britânicas. Um caso de estudo de uma receita viajante, a fazer lembrar a reflexão de Amartya Sen no seu "Identidade e Violência" sobre as "viagens" do vindaloo ou do curry pelo mundo. O artigo completo aqui.



publicado por Próximo Futuro às 13:58
link do post | comentar | partilhar

Sexta-feira, 21 de Maio de 2010

Entretanto, no estacionamento subterrâneo da Fundação Gulbenkian já estão a ser preparadas duas instalações que inauguram a 18 de Junho:

 

Foto de Jorge Martins Lopes

 

As "canas" de Kilian Glasner (Recife, 1977) começam a crescer na parede poente da garagem... O artista brasileiro iniciou hoje a pintura do seu mural de grande dimensões intitulado O Brilhante Futuro da Cana-de-Açúcar.

 

«Desenho com 5 metros de altura por 42 metros de largura (aproximadamente), a pastel, onde se equaciona de um modo particularmente subtil a actual cadeia de produção da cana-de-açúcar e a escala da sua economia, nomeadamente no que diz respeito à produção de etanol. Mas, de uma forma ainda mais subliminar, podemos ver nesta obra uma referência ao passado, onde se cruzam as histórias do Brasil, de Portugal e de África. Por outro lado, a tradição de intervenção social da história das artes latino-americanas, feita através do muralismo, é um aspecto fulcral desta opção artística.» (in Jornal Próximo Futuro nº4)

 

Também na garagem, numa oficina preparada para o efeito, o artista Barrão trabalha na sua instalação Natureza Morta, que estará exposta a partir de 18 de Junho, no Jardim Gulbenkian, junto ao lago, do lado nascente.

 

 

«Há muito que Barrão (Rio de Janeiro, 1959) desfuncionaliza os utensílios e os torna portadores de um gozo especial, criando objectos que transportam uma capacidade de sonho, de delírio, de fantasia. As peças de louça, que recentemente tem produzido, resultantes da colagem das mais diversas formas e utensílios de porcelana ou de barro, são construídas com humor, com elegância e com delicadeza. Há uma vontade lúdica nestas obras, a par de um desejo de que tudo possa ser combinado e recombinado, tal qual faz o grupo carioca Chelpa Ferro, do qual o artista é membro. A fantasia é mais que um tema, uma possibilidade da arte no universo de Barrão. A peça escultórica criada expressamente para o jardim, a partir de loiças portuguesas, expõe essa graça das suas obras coloridas, sendo ao mesmo tempo um jogo muito subtil entre fabricação e natureza, entre ordem e caos, entre ordem e acidente.» (in Jornal Próximo Futuro nº4)

 

Fotos de Márcia Lessa



publicado por Próximo Futuro às 17:16
link do post | comentar | partilhar

No site do Guardian, uma série de cinco episódios sobre a história da favela Complexo da Maré, no Rio de Janeiro:

 

Bem-vindos ao Complexo da Maré (17 de Maio) - primeira paragem.

 

Luta pela paz (18 de Maio) - o lutador de boxe Roberto Custodio, também conhecido como Polinho, ultrapassou a pobreza e o assassínio do pai, para se transformar num exemplo brilhante para a juventude da favela com aspirações olímpicas; 

 

O Samba é infinito (19 de Maio) - a favela é alimentada pelo ritmo da música tradicional. Os membros da banda de pagode local Grupo Fundamental apresentam-nos ao samba, ao baile funk e ao seu próprio pagode, sons que unem a comunidade;

 

Um dia de trabalho árduo (20 de Maio) - apesar da falta de oportunidades e de recursos, os esforçados e engenhosos habitantes da Favela Maré criaram micro-oportunidades de negócio e fazem florescer a economia local;

 

"Eu sei o que é roubar por causa da fome" (21 de Maio) -  neste último episódio, o pregador evangélico e DJ de rádio Pastor Nininho conta como encontrou a redenção de uma vida criminosa. Agora trabalha no Complexo da Maré com jovens, afastando-os das drogas e da violência.



publicado por Próximo Futuro às 12:11
link do post | comentar | partilhar

Terça-feira, 18 de Maio de 2010

 

Já pode ser consultada online toda a programação de Verão do Próximo Futuro: Lições, Teatro, Dança, Música, Narrativas, Cinema, Instalações...



publicado por Próximo Futuro às 09:44
link do post | comentar | ver comentários (1) | partilhar

sobre
Próximo Futuro é um programa Gulbenkian de Cultura Contemporânea dedicado em particular, mas não exclusivamente, à investigação e criação na Europa, na América Latina e Caraíbas e em África.
Orquestra Estado do Mundo
This text will be replaced by the flash music player.
posts recentes
links
arquivos
tags
subscrever