Quarta-feira, 31 de Março de 2010

 

 

"Ó" de Nuno  Ramos é um livro que se poderia integrar num género raro da Literatura, chamemos-lhe de Literatura Física cujo iniciador no século XX terá sido Paul Valéry com Mr Teste.

 

Quase sempre começo pelo rosto. Há uma cavidade em sua bochecha onde minha mão encaixa perfeitamente, um côncavo e convexo milimétrico, suave, que pressupõe o acordo prévio (mas este não me interessa) entre sua cabeça e meu ombro. Sou capaz de trocar um dedo por este gesto, e me lanço a ele imediatamente, tentando encurtar o 'bom dia', ou 'você pagou a conta da luz?, ou 'vamos sair hoje à noite?' com que ela me recebe. p.48

 

É uma obra que absorveu Parménides, Novalis e Herberto Hélder e os remixou:

 

que é que fica  quando não sei dizer se o dia justo coube inteiro no meu gesto, quando a solidão compartilhada - a borra de um café - é quase suficiente e posso respirar os postes em sua luz clara, aquelas janelas assombradas, a rua soturna entrando pela minha blusa (incêndio vermelho) p.95

 

É um livro-transe:

 

Não há corpo que me prenda. Não há pena que me cubra. Não me machucam as mãos não saber nada delas. Não me machucam as mãos ter um estoque de palmas - e de pés e de pâncreas. Não posso transplantar meus órgãos, embora tenha tantos sobrando. faria dinheiro com isso. tenho sete retinas no bolso, duas plantas em cada pé. Lanço do viaduto o infinito intestino. Atiro no chapéu do mendigo o anel de um cu antigo e deixo afundar no asfalto uma de minhas testas. p.175

 

Há que lê-lo.

 

apr

 



publicado por Próximo Futuro às 18:45
link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Terça-feira, 23 de Março de 2010

 

Destaque na página da Wedge Collection ao portfolio que lhe é dedicado no novo número do jornal  Próximo Futuro



publicado por Próximo Futuro às 06:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Segunda-feira, 22 de Março de 2010

 
Reflexão oportuna de Alexandre Pomar sobre Arte Maconde, no seu blog


publicado por Próximo Futuro às 15:02
link do post | comentar | partilhar

 

 

 

Something is happening in Nairobi-something has been roused. There are whispers of audio installations and sightings of video art; conversation on contemporary art is reaching crescendo, and the vocabulary can match that from any scene in the globe. The past decade and a half has seen a painstaking, determined paradigm shift in visual arts in Nairobi, Eastern Africa’s largest city. A crop of young, prolific contemporary artists, like Peterson Kamwathi and Ato Malinda are adamantly soldiering on, where behemoths like Katarikawe and Wadu stumbled. Often, they can be found at the loft of the Nairobi Arts Trust, engaging on topics about the global art scene and one can quickly sense how small the world has become- they are in constant touch with the cultural metro-politic across Africa and abroad.

 

Continuar a ler, aqui

 



publicado por Próximo Futuro às 05:05
link do post | comentar | partilhar

Domingo, 21 de Março de 2010

 

Boa Primavera ou bom Outono conforme o hemisfério, claro! Aqui 
 


publicado por Próximo Futuro às 15:35
link do post | comentar | partilhar

Sexta-feira, 19 de Março de 2010

 

Para acompanhar as celebrações do Bicentenário do Chile e os excelentes projectos que estas incluem, aqui 



publicado por Próximo Futuro às 04:22
link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Quinta-feira, 18 de Março de 2010

 

Ocupação temporária de 6 locais de Maputo por 6 artistas contemporâneos Moçambicanos. De 20 de Março a 3 de Abril.  A expoisção tem um blog, com muito mais informação. Aqui



publicado por Próximo Futuro às 05:57
link do post | comentar | partilhar

Quarta-feira, 17 de Março de 2010

 

 
Acerca da Mobilidade dos Artistas e académicos, ou da falta dela, aqui 


publicado por Próximo Futuro às 17:10
link do post | comentar | partilhar


 

Um blog dedicado à mais recente literatura africana, a acompanhar


 

Renovados agradecimentos a Elisa Santos



publicado por Próximo Futuro às 06:04
link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Terça-feira, 16 de Março de 2010
As autoras Marié Heese e Adaobi Tricia Nwaubani são as vencedoras do 2010 Commonwealth Writers Prize – Africa Region Awards, com as obras The Double Crown e I do not comne to you by chance, respectivamente. A notícia completa aqui





Sobre I Do Not Come To You By Chance:
“I do not come to you by chance. Upon my quest for a trusted and reliable foreign businessman or company, I was given your contact by the Nigerian Chamber of Commerce and Industry ….” There are few e-mail users around the world who have not received a ‘419’ letter promising them a large share of an equally obscene amount of money. We have all wondered about the people behind these scams. Adaobi Tricia Nwaubani’s novel provides some of the answers. Taking its title from the opening line of an e-mail scam letter, I Do Not Come to You by Chance provides a behind-the-scenes look at the 419 phenomenon, which takes its name from the section of the Nigerian Criminal Code which deals with advance-fee fraud.



Agradecimentos a Elisa Santos, pelo alerta.


publicado por Próximo Futuro às 06:59
link do post | comentar | partilhar

sobre
Próximo Futuro é um programa Gulbenkian de Cultura Contemporânea dedicado em particular, mas não exclusivamente, à investigação e criação na Europa, na América Latina e Caraíbas e em África.
Orquestra Estado do Mundo
This text will be replaced by the flash music player.
posts recentes
links
arquivos
tags
subscrever